terça-feira, dezembro 04, 2007

A Gestão da Colecção nas Bibliotecas Escolares

As minhas últimas visitas a Bibliotecas Escolares têm potenciado, em mim, uma preocupação: A Gestão das Colecções nas Bibliotecas Escolares: que critérios? existem?! Bem sei que a gestão das colecção é um domínio vasto e em alteração de paradigma, mas é necessário alertar os docentes para esta temática para que os riscos sejam minimizados.
Hoje, a biblioteca escolar é mais de que um espaço, é mais do que conjunto de livros e outros recursos devidamente organizados, a biblioteca escolar desempenha um papel fundamental no sucesso das aprendizagens. Para tal é necessário que haja uma utilização correcta e adequada da biblioteca e é neste sentido que é essencial uma boa gestão da colecção.
Alguns professores estão elucidados acerca deste tema e procuram mais informação, pedem-nos ajuda e tentam esclarecer algumas dúvidas. No entanto, um número significativo, inicia-se nesta temática sem ter iniciado uma reflexão em torno do que é a COLECÇÃO e dos CRITÉRIOS a adoptar para criar e gerir a Colecção.
Por colecção entende-se um conjunto de documentos e recursos nos vários suportes, que estão disponíveis na Biblioteca Escolar para melhorar as aprendizagens. A colecção deverá ter como princípio intrínseco as necessiadades, os interesses dos utilizadores. Uma boa colecção nem sempre é uma grande colecção!
As equipas deverão começar por definir os critérios de SELECÇÂO. A selecção de recursos para a biblioteca escolar deverá ter em atenção as necessiadades actuais dos utilizadores. Não esquecendo que a selecção pressupõe uma avaliação dos recursos existentes: o mais requisitado, o mais adequado aos curriculos, aos projectos existentes na escola/agrupamento, entre outros elementos significativos.
A gestão da colecção tem em conta outros aspectos, tais como: o desbaste (prática, em algumas escolas sem qualquer rigor e critério, pode ser um risco!) , a avaliação das colecções, a protecção da colecção e as questões legais e éticas.
Quem selecciona?Que materiais temos e como os utilizamos? Quais as nossas necessiades?valorizar mais a diversidade de conteúdos ou de suportes?priorizar as áreas não cobertas? os cursos das novas oportunidades? - Estas e muitas outras questões deverão ser discutidas antes de elaborar o Documento de Política de Desenvolvimento de Colecções e este deverá ser aprovado em Conselho Pedagógico para que seja apropriado por toda a escola.
Voltarei a este tema...

1 comentário:

Dri disse...

Olá!

Muito interessante a disseminação dessa (conhecida) idéia de "Gestão da coleção nas bibliotecas", entretanto, gostaria de registrar que existe um profissional responsável, não só por esse setor em uma biblioteca, mas por todos os setores de uma biblioteca escolar ou qualquer outro tipo de biblioteca (especializada, universitária, especial etc.) que é o bibliotecário. O bibliotecário é o responsável pelos setores de referência (atendimento), catalogação e de DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES (e todos os outros setores), que é o que está sendo chamado de GESTÃO DA COLEÇÃO. Não querendo polemizar, acredito que o professor deve trabalhar em conjunto com o bibliotecário e tomar conhecimento das funções desse profissional. E, assim como os profissionais da educação que usufruem de uma formação para poder exercer sua profissão do melhor modo, os bibliotecários também precisam cursar a faculdade de Biblioteconomia para serem aptos a adminitrar e organizar uma biblioteca com eficiência, tendo então, uma visão muito mais especializada sobre o acervo que estará em sua responsabilidade.

Obrigada.