sexta-feira, novembro 23, 2007

A arte de educar

Existem filmes que nos marcam, que nos permitem degustar e reflectir sobre cada cena.

SER e TER



O documentário acompanha os estudantes de uma escola rural da França, do jardim da infância até o último ano do primário, dos quatro aos 11 anos. O período mostra as crianças em pleno processo de formação do conhecimento e da identidade pessoal, acompanhando-as em sua transição do universo familiar para um ambiente no qual é levado em conta sua individualidade sem pressupostos.


OS CORISTAS


A acção do filme, que é dirigido por Christophe Barratier, decorre em 1949. Clément Mathieu, um professor de música desempregado, aceita trabalho como supervisor num colégio interno para reeducação de menores. Apesar da sua boa vontade, o sistema repressivo aplicado por Rachin, o actual director, impossibilita Mathieu de exercer a sua autoridade sobre os alunos mais problemáticos. A sua missão de ensinar parece condenada ao fracasso, mas ao familiarizar as crianças com a magia do canto, Mathieu vai transformar para sempre as suas vidas.

2 comentários:

Anónimo disse...

Olá andorinha
boas escolhas, são ambos comoventes.
o ambiente de sala de aula, nos nossos dias, em Portugal, está a anos luz do ambiente de 'Ser e Ter'. O que não quer dizer que não se lute, diariamente, para o conseguir.
continuo a gostar de vir ver os voos da andorinha.
bom fim de semana
Teresa F.

julia.m disse...

Olá Teresinha,

a andorinha voa, voa... e não pará, mas não esquece a Teresa F.
Um abraço enorme rechado de carinho e amizade... não esqueci do café ou lanche que combinámos. Acontecerá um dia...
bj andorinha